LOADING

Type to search

World Girls’ Ice Hockey marca fim de semana

Curiosidades Notícias

World Girls’ Ice Hockey marca fim de semana

Share
World Girls' Ice Hockey Weekend in Yekaterinburg, Russia. Photo: Oleg Khafizov

Neste último final de semana, 05 e 06 de outubro, aconteceu o World Girls’ Ice Hockey Weekend. Esse é um evento criado em 2011, cujo principal objetivo é mostrar o hockey feminino, dando às meninas a chance aprender um novo esporte. Criado pelo IIHF (International Ice Hockey Federation), acontece em vários lugares do mundo e para participar, basta que um clube/liga se inscreva no site da Federação. O evento do fim de semana contou com várias atividades, desde aprender a patinar a fazer biscoitos em formato de puck. Com isso, várias meninas tiveram a oportunidade de participar e aprender mais sobre o esporte e até mesmo jogar.

Países participantes

Esse ano foram mais 400 eventos em 40 países. Entre os países participantes estão: México, Holanda, África do Sul, Japão e Malásia. Para algumas meninas, essa foi a primeira vez patinando no gelo, já que em alguns desses países o hockey é um esporte muito novo. Além disso, é geralmente mais comum achar times de hockey masculino para diversas idades. Meninas e mulheres de todas as faixas etárias puderam ter o seu primeiro contato com o esporte. Também puderam aprender a patinar e até jogar e participar de algumas partidas.

Essa iniciativa foi além do esperado. Apesar de a maioria das participantes serem crianças entre 5 e 12 anos, algumas mulheres também se aventuraram no esporte. Na Eslováquia, por exemplo, a faixa etária foi de dois anos e meio até os 45 anos de idade. Já na Finlândia, foi ainda um pouco maior, de quatro até 51 anos. Apesar de o público mais velho não ter sido a maioria, nota-se que nunca é tarde para aprender um esporte novo. Em muitos desses países, as meninas só tem contato com o esporte pela televisão, por meio de jogos transmitidos. Com esse evento, no entanto, elas puderam ver e quebrar um estereótipo de que o hockey é somente para meninos. Países do mundo todo puderam ver e aprender em primeira mão o quão maravilhoso é o esporte. Por fim, muitas dessas meninas se animaram em começar a treinar. 

Jogadoras profissionais

Nem todas as participantes eram iniciantes no hockey. Algumas meninas que já praticam tiveram a oportunidade de participar também. Jogadoras de seleções sub-16 e sub-18 usaram o evento como uma forma de treino, já que atletas profissionais faziam parte das instrutoras. A lenda do hockey feminino Manon Rheaume foi uma delas. A jogadora aposentada dirige o programa Little Caesars AAA Hockey Club na cidade de Detroit, em Michigan, EUA.  

Outra jogadora que foi destaque em seu país foi a campeã olímpica Karolina Erbanova, da República Tcheca. Ela se aposentou como jogadora e agora treina uma equipe em sua cidade natal. No evento, foi instrutora em técnicas da patinação, ajudando as meninas a aprimorar seu desempenho. No Japão, a seleção feminina ajudou em peso, incluindo o técnico e o fisioterapeuta. A organizadora e instrutora Merve Tunali, de Istambul, na Turquia, contou que o sucesso do evento foi tão grande que não só as meninas não queriam sair do gelo, mas os meninos que foram ver também quiseram participar.  

Esse evento é muito importante para o crescimento não só do esporte, mas também do hockey feminino. A esperança dos organizadores e instrutores é que o evento venha a abrir cada vez mais as portas para as meninas no esporte e, com isso, existam mais times femininos. Infelizmente, em muitos desses lugares, as meninas estão deixando de praticar por falta de time. Porém, com o sucesso do evento, alguns países estão começando a organizar seus próprios eventos de hockey feminino e assim tornando o esporte mais inclusivo para elas.

Foto: Oleg Khafizov, reprodução/IIHF.com

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d blogueiros gostam disto: