LOADING

Type to search

Perfil: Elias Pettersson

Perfil

Perfil: Elias Pettersson

Share
Perfil: Elias Pettersson

A temporada de rookie de Elias Pettersson foi um dos assuntos mais comentados da temporada 2018-2019. O jovem jogador dos Canucks demonstrou destrezas no gelo elogiadas inclusive por Wayne Gretzky, que o chamou de “jogador mais habilidoso que já vi jogar”. O Vancouver Canucks pode não ter chegado nos playoffs ainda, mas, com Pettersson no ataque, é questão de tempo para o time se ajustar.

Elias Pettersson nasceu em Sundsvall, na Suécia, em 12 de novembro de 1998. Desde o início da sua carreira, ele ouviu muitas críticas: era magro para o esporte. Dessa forma, em um jogo em que força física conta muito, Pettersson teve que aprender a usar outras habilidades a seu favor.

Mas isso nunca o desmotivou. Ficava depois dos treinos para melhorar shoots e se aperfeiçoar. Assim, desenvolveu um estilo de jogo único. Chamou tanta atenção com este jogo diferenciado que foi selecionado pelo Vancouver Canucks como quinta escolha do Draft de 2017. Além disso, foi ranqueado como o segundo melhor europeu daquele ano pelo NHL Central Scouting Bureau.

O jogador, com apenas 20 anos, se encontrou na NHL. Manteve o nível alto e se destacou entre os rookies até pelo menos metade da temporada. Não à toa, Pettersson é um dos finalistas do Calder Trophy, concorrendo com Rasmus Dahlin (Buffalo Sabres) e Jordan Binnington (goleiro do St. Louis Blues).

Modo Iniciante

Elias Pettersson passou sua infância em Ange, na Suécia, onde começou a jogar pelo Timrå IK da Hockey Allsvenskan. Depois, subiu para a categoria profissional no mesmo time. Logo em sua segunda temporada, foi o segundo marcador do time. Em 43 jogos, Pettersson fez 41 pontos em 2016-2017.

Mesmo assim, não foi o suficiente para o Timrå IK ascender. Buscando jogar na SHL, Pettersson assinou um contrato de três anos com o Växjö Lakers, em Abril de 2017. E foi justamente no Växjö que ele teve a oportunidade de criar a sua própria forma de jogar, apreciada na NHL hoje.

Antes de chegar ao Växjö Lakers, Pettersson não estava feliz com sua forma de jogar. Apresentava cerca de 12 movimentos diferentes ao fazer um shoot. Então, resolveu passar 15 minutos depois do treino todos os dias praticando os mínimos movimentos. Foi assim que aos poucos foi criando a sua característica marcante que impulsionou sua carreira.

Um adolescente jogando entre homens já formados e mais musculosos que ele, foi fazendo gols e definindo jogos. Pettersson marcou 24 gols, um total de 56 pontos em 44 jogos. Com essas marcas, o sueco levou o prêmio de maior pontuador da SHL, além de rookie do ano na temporada regular e MVP dos playoffs. Por fim, foi eleito foward do ano.

Modo Carreira

Um ano após ser selecionado no NHL Draft, Pettersson assinou o contrato (entry-level) com o Vancouver Canucks em Maio de 2018. Uma das especulações dos Canucks ter escolhido o sueco no Draft foi o seu desempenho ao lado de Jonathan Dahlén quando ambos jogavam no Timrå IK. Porém, posteriormente Dahlém foi trocado para os Sharks e hoje joga no afiliado San Jose Barracuda. Vancouver buscou uma dupla de jogadores, mas saiu no lucro ficando com Pettersson que, desde sua estreia na NHL, vem mostrando que de fato é um jogador diferenciado.

O sueco estreou pelos Canucks em 3 de outubro de 2018, na vitória em cima do Calgary Flames por 5 a 2. Ele marcou seu primeiro ponto e seu primeiro gol na liga neste mesmo jogo. Essa partida era a penas uma amostra do que seria sua temporada.

Mesmo com lesões, Pettersson foi nomeado rookie do mês em outubro e dezembro (2018), chegando no final do ano com 17 pontos em 14 jogos. Logo depois, em 2 de Janeiro, ele marcou o seu primeiro hat-trick durante a vitória em cima do Ottawa Senators por 4 a 3. Ainda no primeiro mês do ano, ele foi o representante do Vancouver no All Star Game, ficando com a quinta colocação no desafio de velocidade.

Na vitória de 3 a 2 em cima dos Hawks, no dia 18 de março, o sueco deu uma assistência, marcando seu 61º ponto na temporada. Esta marca fez Pettersson ultrapassar o recorde da franquia em pontos marcados por um rookie, lugar que antes era de Pavel Bure e Ivan Hlinka.

Elias Pettersson terminou a temporada com um total de 66 pontos em 71 jogos. Dentre eles, 28 foram gols. Sua temporada de rookie foi destacada como uma das melhores dos últimos anos. Sendo considerada a melhor temporada de um novato desde Crosby e Ovechkin em 2005-06.

Modo Internacional

A carreira de Elias Pettersson ao lado da seleção Sueca também chama atenção. Ele ajudou a Suécia a levar a medalha de prata no 2018 World Junior Ice Hockey Championships. Em seguida, foi a medalha de ouro no 2018 IIHF World Championship.

Em 2019, a Suécia foi eliminada pela campeã Finlândia nas quartas do World Championships. Mesmo assim, Pettersson chamou atenção durante o campeonato. Com uma seleção cheia de estrelas da NHL, o jovem jogador dos Canucks atuou ao lado de Gabriel Landeskog, Henrik Lundqvist e Patric Hornqvist, sempre pronto para armar jogadas e marcar gols. Seu formato de jogo foi elogiado com frequência. Sem dúvida, sua primeira temporada na NHL o ajudou a chegar no Mundial com maior experiência no gelo.

Este foi o primeiro ano de uma carreira que está apenas no início. Elias Pettersson mostra ser um jogador interessado em crescer, e seus números não mentem. Estamos diante de um jogador que pode fazer história dentro da NHL.

Foto: Reprodução/dailyhive.com

Tags:

You Might also Like

1 Comment

  1. Déborah Almeida Dias 2 de junho de 2019

    Já li outros textos publicados, mas nunca deixei oficialmente registrado o agradecimento pelo excelente serviço prestado. Trabalho de pesquisas, compilação de dados e publicação. Gratidão define pelo conhecimento compartilhado. Forte abraço e sucessos.

    Responder

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d blogueiros gostam disto: