LOADING

Type to search

Makar x Hughes: Quem são os possíveis finalistas do Calder Trophy

Análise

Makar x Hughes: Quem são os possíveis finalistas do Calder Trophy

Share
Calder Trophy entre Makar e Q. Hughes

O Calder Trophy, troféu destinado ao melhor novato da Liga, não deve trazer grandes surpresas esse ano. O rookie que tem maior destaque é, sem dúvida, Cale Makar, defensor do Colorado Avalanche. Entretanto, Quinn Hughes do Vancouver Canucks tem ganhado destaque nas últimas semanas. Provavelmente, o prêmio ficará entre um dos dois defensores, pois ambos vêm apresentando boas estatísticas e se tornando indispensáveis para seus times.

Mas nomes como Victor Olofsson (Buffalo Sabres) e Nick Suzuki (Montreal Canadiens) também são bastante comentados pelos especialistas. Em um prêmio que o que conta são os votos dos writers da NHL, isso pode ser o diferencial ao final da temporada. Dois dos três finalistas já estão definidos, mas quem será que vai para o NHL Awards este ano? Pensando nisso, levantamos os possíveis finalistas para o troféu.

Cale Makar – Colorado Avalanche

Desde que estreou na NHL em 15 de abril de 2019, Makar vem se mostrando um jogador diferenciado. No seu primeiro jogo na Liga já marcou o primeiro gol, tornando-se o primeiro defensor a marcar um gol em sua estreia. Entretanto, como entrou na Liga durante os playoffs, a temporada 2019-20 é oficialmente a sua temporada de rookie, o que o torna elegível para o Calder Trophy.

Até dezembro, Cale era o único candidato possível para levar o prêmio. Entretanto, após sofrer uma lesão e desfalcar o time por alguns jogos, a corrida pelo troféu se tornou interessante. Makar já quebrou diversos recordes para o Colorado Avalanche essa temporada e, com 53 jogos no gelo, soma 45 pontos, destes, 12 são gols. Cale Makar está mudando a forma do Avalanche jogar e se mostrando, sem dúvidas, essencial para o time.

Quinn Hughes – Vancouver Canucks

Quinn Hughes é o terceiro rookie seguido do Vancouver Canucks a ser considerado provável finalista do Calder Trophy. O time teve Brock Boeser como finalista em 2018 e, em 2019, Elias Peterson levou o prêmio. Sem dúvida, o trio é um dos mais promissores na NHL.

Quinn fez sua estreia na NHL em 28 de março contra o Los Angeles Kings, coletando um ponto após dar uma assistência para Brock Boeser. Mas assim como Cale Makar, tem como sua temporada de estreia em 19-20. Ao todo, Quinn já soma 49 pontos em 60 jogos. A diferença que o defensor fez para os Canucks é visível, uma vez que, ao lado de Boeser e Petterson, ajudou a equipe a modificar sua forma de jogar. Vancouver hoje está na terceira posição na Divisão Pacífica, apenas 4 pontos atrás do Vegas, primeiro colocado.

Igor Shesterkin – New York Rangers

Outro forte candidato para ser um dos finalistas do Calder deste ano é o russo Igor Shesterkin. O goleiro do New York Rangers estreou pelo time em 7 de janeiro, fazendo 29 defesas na vitória dos Rangers contra o Avalanche por 5 a 3. O jogador de 24 anos, que é citado como o sucessor de Lundqvist, ainda não tem desempenho o suficiente para ser comparado aos líderes da Liga. Entretanto, dos dez jogos que esteve frente às redes, Shesterkin conquistou 9 vitórias. Com mais tempo de gelo, o russo pode ser exatamente o que os Rangers precisam para conquistar a tão sonhada vaga nos playoffs. Além disso, o jovem jogador pode ser ser o início da tão esperada renovação na equipe. Sem dúvida, um jogador para se prestar atenção. 

Nick Suzuki – Montreal Canadiens

O rookie dos Habs é o primeiro jogador do ataque que entra nessa lista. O forward, draftado em 2017 pelo Vegas Golden Knights, chegou ao Montreal na troca de Max Pacioretty antes da temporada 2018-19. Sua estreia na NHL foi em 3 de outubro de 2019, na derrota para o Carolina Hurricanes por 4 a 3, na abertura da temporada 2019-20. Apesar de ter marcado no shootout contra os Canes, o primeiro gol de Suzuki veio marcar o seu primeiro gol na Liga no dia 17 de outubro, na vitória de 4 a 0 contra o Wild.

Em 65 jogos, Suzuki soma 40 pontos, destes, 13 são gols. Ele está empatado em 3º em número de gols entre os calouros, apesar de ter menos tempo no gelo. Sem dúvida, o center é um dos jogadores que está trazendo as mudanças que o Habs há muito precisava. A disputa para uma vaga nos playoffs ainda está em aberto, mas, com dez pontos atrás do último lugar para o wild card, muito provável que o time de Montreal fique mais um ano de fora da pós-temporada. Entretanto, os resultados individuais de Suzuki impressionam e pode fazer com que ele seja um dos finalistas do Calder Trophy. 

Victor Olofsson – Buffalo Sabres

O Buffalo Sabres não vai muito bem na temporada. Atualmente, ocupam a 24ª colocação na tabela com 66 pontos, mas isso não impediu o rookie Victor Olofsson de chamar atenção para si mesmo. Olofsson fez a sua estreia na NHL no final da temporada 2018-19. Nesta temporada, o sueco esteve presente em 47 jogos e soma 40 pontos, sendo 19 gols. Sendo assim, o forward está empatado em terceiro em números de gols entre os novatos. Voltando de lesão, se mantiver seu ritmo de jogo, pode entrar na lista dos finalistas para o Calder Trophy. 

A temporada 2019-20 não está sendo produtiva para os rookies. Quinn Hughes e Cale Makar impressionam, mas a terceira vaga entre os finalistas ainda está aberta. Entretanto, nomes como Martin Necas (Canes), Elvis Merzlikins (Blue Jackets), Adam Fox (Rangers), Dominik Kubalik (Blackhawks) e Danis Gurianov (Stars) ainda podem nos surpreender nessa reta final de temporada e ser o terceiro candidato nessa disputa entre Hughes e Makar. 

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Next Up

%d blogueiros gostam disto: