LOADING

Type to search

Comissão de arbitragem seleciona quatro mulheres

Notícias

Comissão de arbitragem seleciona quatro mulheres

Share
mulheres vão apitar o jogo dos Prospects da NHL

As árbitras, Katie Guay e Kelly Cooke, e as assistentes de arbitragem, Kirsten Welsh e Kendall Hanley, foram, por fim, selecionadas no Exposure Combine 2019 da NHL para apitar os campeonatos rookie. Os jogos com os propspects da liga acontecerão em Irvine, Buffalo, Nashville, e Traverse City.

O Exposure Combine é uma seleção de novos profissionais para integrar as futuras comissões de arbitragem das ligas de hockey. A edição deste ano aconteceu no último final de semana de agosto, em Buffalo e foram selecionados 30 árbitros para os campeonatos norte-americanos, dentre eles, 4 mulheres. Em suma, o evento é uma ótima oportunidade para aqueles que desejam atuar no hockey profissional, seja esta à nível da AHL ou das ligas juniores. 

Sobre as quatro novas integrantes da comissão de arbitragem

As árbitras

Katie Guay já arbitra há 14 anos. Além disso, ela também arbitrou os Jogos Olímpicos de Pyeong Chang, de 2018 e partidas do NCAA – Divisão I. Anteriormente, também fez parte da primeira equipe feminina de arbitragem do Frozen Four Feminino de 2019, e foi a primeira mulher a apitar o Campeonato Beanpot Masculino. Previamente, antes de fazer parte das comissões de arbitragem, Guay jogou na Divisão I do time de hockey feminino da Universidade de Brown, de 2001 à 2005. Ela também já competiu pela equipe nacional sub-22 de Hockey Feminino dos Estados Unidos.

“Quando meus dias de hockey na Brown chegaram ao fim, eu senti falta de estar no rinque, e arbitrar o jogo foi uma ótima maneira de ficar perto do gelo e voltar para o jogo”, disse Katie, que está escalada para oficiar o Rookie Faceoff, em Irvine, que acontece neste sábado (07) até a próxima terça (10). 

Kelly Cooke, no entanto, é uma árbitra licenciada da IIHF e da Divisão I da NCAA. Desta maneira, já atua há 10 anos no segmento. Ela também fez parte da primeira equipe oficial feminina a arbitrar o Frozen Four Feminino da NCAA 2019. Com 29 anos, Cooke já disputou na Divisão I de hockey pela Princeton, de 2009 à 2013. Simultaneamente, ela foi capitã do time e ganhou MVP do campeonato na temporada 2012/13.

Ela irá comandar, portanto, o Nashville Prospects Showcase, que acontecerá deste sábado à próxima terça. “Quando me aposentei do jogo, eu sabia que queria continuar envolvida com ele de alguma forma. Arbitrar foi a maneira perfeita de continuar com os skates e me desafiar de uma maneira completamente nova.”, afirma Kelly.

As assistentes de arbitragem

Kirten Welsh teve seu primeiro contato com a arbitragem na Exposure Combine. Porém, já foi jogadora de hockey na Divisão I da Universidade Robert Morris, de 2015 a 19 e capitã durante seu sênior year. Anterioemente, Welsh foi a Defensora do Ano da CHA na temporada 2017/18. Desta forma, acabou ajudando a Robert Norris a ganhar três títulos da CHA por três temporadas consecutivas.

“Eu amo jogar, e quero usar minha experiência e conhecimento para ser uma das primeiras mulheres a arbitrar na NHL e abrir portas para que outras mulheres também possam fazer o mesmo no futuro”, disse Welsh, que será uma das assistentes de arbitragem do Buffalo Sabres Prospect Challenge, este que se estenderá da próxima sexta ao domingo. 

Kendall Hanley, no entanto, já se encaminha para a sua 12ª temporada arbitrando. Ela é uma assistente de arbitragem licenciada pela IIHF, no hockey feminino da NCAA (Divisão I e III) e na Liga Nacional de Hockey Feminina. Anteriormente, Kendall jogou varsity hockey na Divisão III, pelo Elmira College, de 2005 à 2007, e posteriormente, pela SUNY Oswego, de 2007 à 2009, enquanto completava seu Bacharel de Ciências em Zoologia. 

Seguidamente, ela será uma das assistentes de arbitragem no Campeonato dos Prospects da NHL de 2019, que começará na sexta e se estenderá ao domingo, na Traverse City, em Michigan. “Arbitrar fornece um ambiente de equipe, de excelente camaradagem, competição. E isso me ajuda a retribuir e apoiar o jogo que eu amo.”, afirma Hanley.

Por conseguinte, o ambiente acelerado dos campeonatos rookie já  provou ser um grande passo no desenvolvimento da próxima geração de árbitros das ligas de hockey. Desta forma, acaba também acelerando a transição dos jogadores para o alto nível de arbitragem da NHL.

Foto: Reprodução/NHL.com

Tags:

You Might also Like

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d blogueiros gostam disto: