LOADING

Type to search

Com shutout no Jogo 7, Golden Knights avançam para Finais de Conferência

Resumos

Com shutout no Jogo 7, Golden Knights avançam para Finais de Conferência

Share
Golden Knights vencem Canucks em Jogo 7 para avançar nos Playoffs da Stanley Cup

O Vegas Golden Knights entrou na competição como um dos favoritos à Stanley Cup. Após chegar perto do título em 2018, o time tem mostrado mais potencial a cada jogo, dando indícios cada vez mais claros de que a sua busca pelo título está longe de chegar ao fim. 

Após derrotar o Chicago Blackhawks no primeiro round dos playoffs, Vegas, por fim, classificou-se para a segunda etapa da competição. Tendo o Vancouver Canucks como seu oponente na série, a equipe de Las Vegas entendeu que o desafio de avançar para a Final da Conferência Oeste não seria fácil.

Com um time repleto de novos talentos, os Canucks entraram no segundo round com a intenção de uma disputa de igual para igual contra a equipe estadunidense. Mas, após sete jogos intensos, a série chegou ao fim na sexta (4), e o desfecho foi um adeus do time canadense para a competição.

Bate e volta de vitórias contra Vancouver

Logo na primeira partida contra Vancouver, os Golden Knights já provaram que sua estadia na pós-temporada não seria curta. Com uma derrota por 5-0, a única possibilidade para os Canucks seria focar em um melhor desempenho na segunda partida. Usando essa filosofia, equipe canadense conseguiu entrar bem no segundo jogo e sair com a vantagem sobre oponente. 

Com a série empatada, os dois times vão para o Jogo 3 em busca de vantagem. Mas quem acabou saindo à frente do placar foi o Vegas Golden Knights. Com a falta de finalizações a gol dos Canucks na partida, os Golden Knights mantiveram a vantagem. Por fim, o time de Nevada venceu o confronto e garantiu a vantagem de 2 a 1 na série. Vale ressaltar que, em apenas três jogos da rodada, Robin Lehner conseguiu dois shutouts, mantendo grande desempenho na rede de Vegas.

A breve decaída do Vegas Golden Knights

Em relação a tentativas a gol, o Jogo 4 talvez tenha sido a partida em que os dois times mais disputaram de igual para igual. Apesar do grande hype que o time manteve nos 4 primeiros jogos, a quinta partida trouxe a queda do desempenho do Vegas na série. Após 20 minutos sem nenhuma finalização a gol de ambos os lados, foi Shea Theodore quem marcou o primeiro dos Golden Knights na partida, durante o segundo período. Mas o time viu a vantagem se esvair 24 segundos depois, quando os Canucks empataram. Para fechar de vez o confronto, Vancouver marcou o segundo último período, garantindo a vitória. 

No Jogo 6, Vancouver conseguiu manter o mesmo ritmo da quinta partida. Algo necessário pois, se os Golden Knights vencessem o jogo, os Canucks diriam adeus aos playoffs. Mas ao marcar com Jake Virtanen, aos 2:50 do primeiro período, os Canucks mostraram que estavam longe de se despedir da competição. Sem gols no segundo tempo, foi o próprio Vancouver quem voltou à partida no último período mostrando dominância, e marcando mais três gols. 

Novamente um empate na série.

Por mais que a vitória tenha sido de Vancouver nos jogos cinco e seis, foi Vegas quem teve mais shots on goal e, de certa forma, dominou as partidas por muito tempo. Ou seja, foi notável o quanto os Canucks souberam aproveitar muito bem suas oportunidades em jogo para finalizar as jogadas e, assim, manterem-se na competição. 

Enfim, Golden Knights na Final da Conferência Oeste

Por ser um Jogo 7, e a série estar empaada, esperavasse na partida um grande desempenho para ambos os lados. Porém, a queda dos Canucks foi notável: no primeiro período, o time disparou apenas duas vezes ao gol, contra 11 tiros de Vegas.

Novamente, na segunda etapa do jogo, ambas as equipes mantém o placar em zero a zero, e Vegas mantém a dominância de SOG, diminuindo apenas por um disparo em comparação ao primeiro período. Finalmente, no terceiro, as coisas começaram a se desenvolver quando Shea Theodore abriu o placar para Vegas em um gol no power play. Aqui, os Canucks começaram a tentar entrar na partida, criando mais tentativas a gol. 

Mas quando os Golden Knights marcaram o segundo, com Alex Tuch e logo em seguida o terceiro, com Paul Stastny, as chances do time canadense conseguir um empate eram quase nulas. A partir daí, a única coisa necessária para Vegas era segurar a liderança. 

Seis segundos após o terceiro gol da partida, o apito final soou. Depois de sete jogos, o Vegas Golden Knights se classificou para a Final de Conferência pela segunda vez em sua história na NHL. 

Atuações notáveis da série

Vancouver não apenas contou com o grande desempenho de seus veteranos, mas também com o talento dos jogadores mais novos. Bo Horvat, capitão da equipe, foi o responsável pela maior parte dos gols feitos pelos Canucks, juntamente de Elias Petterson e J.T. Miller. Os dois últimos não só participaram de grande parte das finalizações do time, como também realizaram a maior parte das assistências aos gols.

Destaque também para Quinn Hughes, que mostrou outra vez ser um jogador completo no gelo; além de exercer seu papel na zona defensiva com êxito, também participou de muitas jogadas a gol da equipe. Dessa forma, acabou se tornando o líder em assistências dos Canucks nos playoffs.

Apesar de a classificação para a Final de Conferência não ter vindo em 2020 para Vancouver, oportunidades futuras não faltarão, pois o time possui um grande elenco suficientemente capaz de alcançar o feito.

Quando falamos de atuações destaques do Vegas Golden Knights, é necessário falar de Shea Theodore. O jogador não só é o líder em assistências do time (10), como também é o segundo atleta da equipe que mais finalizou a gol. Ele ficou atrás apenas de Alex Tuch. Claramente, um grande reforço para a equipe de Nevada nos playoffs, e que pode ser um dos responsáveis a levar o time a conquistar seu primeiro título.

Mark Stone, Alex Tuch e Reilly Smith também foram grandes adições na zona ofensiva do Vegas no round, sempre se fazendo presentes em grande parte das jogadas e nos momentos mais necessários. 

O que esperar da série contra o Dallas Stars

Algo que ficou extremamente perceptivo em apenas um jogo da Final de Conferência é que o Dallas Stars que Vegas enfrentou na temporada regular e Round Robin não é o mesmo time que a equipe encontrou nesta série dos playoffs.

Após muita frustração, o time do Texas enfim encontrou seu estilo de jogo, e o tem executado muito bem, com a ajuda de diversos jogadores mais novos como Miro Heiskanen, Roope Hintz e Denis Gurianov. A equipe tem produzido cedo nas partidas, e em consequência, acaba sendo a primeira a marcar gols. 

Então, se Vegas conseguir sobreviver a esta pressão inicial imposta pelo time, e não desperdiçar as tentativas a gol, as chances de avançar para a Final da Stanley Cup são grandes. Com jogadores como Shea Theodore fazendo um ótimo desempenho no ataque, e Robin Lehner em uma de suas melhores fases no gol, o time tem grandes oportunidades de evoluir cada vez mais na competição.

A série contra o Dallas Stars iniciou no último domingo (6), e contou com a primeira vitória dos Stars. No Jogo 2, na terça-feira, os Golden Knights devolveram o shutout e empataram a série. Ainda há muito a ser disputado pela frente, o que nos resta é aguardar os próximos capítulos. 

Foto: Reprodução/nhl.com

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

PortugueseEnglish
%d bloggers like this: