LOADING

Type to search

A Divisão Pacífica até agora: perspectivas nos playoffs

Notícias Opinião

A Divisão Pacífica até agora: perspectivas nos playoffs

Share
Arizona Coyotes em ação

A Divisão Pacífica levou o All Star Game. Não atoa, é a divisão com maior competitividade entre seus times. Com o evento do final de semana a metade da temporada chegou. Dessa forma, ficamos mais próximos dos playoffs. Apesar de ainda ser cedo para se fazer previsões sobre quais times chegarão à pós temporada, a imprevisibilidade da NHL nos permite analisar algumas possibilidades.

Dentre as divisões, a Pacífica está se tornando a mais acirrada na temporada 2019-2020. 4 times foram para o recesso em segundo lugar, todos empatados em pontos. Dessa forma, sem dúvidas teremos uma emocionante reta final na disputa pelas vagas nos playoffs.

Vale lembrar que, no ano passado, as vagas para os playoffs da Divisão Central foram definidas no último jogo da temporada regular. Ainda temos muito hockey para acompanhar e sem dúvida serão jogos interessantes.

Vancouver Canucks (27-18-4 49 jogos, 58 pontos)

playoffs vancouver canucks
J.T Miller, nova aquisição do Vancouver Canucks, tem ajudado o time a conseguir bons resultados.

O Vancouver Canucks começou a temporada abaixo do esperado. Nos primeiros 20 jogos, eles ganharam 10 e perderam 10. Entretanto, um dos maiores destaques do time foi a nova aquisição J.T Miller, que veio de uma troca com o Tampa Bay Lightning. O jogador na temporada passada alcançou 13 gols. Até agora, no novo time, ele já fez 17 gols e 46 pontos.

Elias Petterson, vencedor do Calder Trophy em 2019, está em primeiro lugar em gols, temdo marcado 21 vezes, somando um total de 51 pontos. O center, em conjunto com J.T Miller e Jake Virtanen, é a força ofensiva principal do time.

Outro jogador que tem se destacado no time é o goleiro Jacob Markstrom, que até agora possui um save percentage de 916%. Entretanto, o goleiro vira free agent em junho, portanto o time precisará de tomar uma decisão a respeito do contrato do jogador. Entretanto, este posicionamento deve depender do desempenho do Canucks em um possível playoffs.

O time, este ano, tem grande potencial para irem aos playoffs após 4 anos afastados. Com jovens atacantes promissores, uma defesa boa que consiste no grande candidato ao Calder Trophy, Quinn Hughes, o time possivelmente vai garantir a sua vaga.

Mas, para que isso aconteça, é necessário antes de tudo que o próprio time continue a ter uma consistência e que os outros times, rivais de divisão, oscilem.

Edmonton Oilers (26-16-5 49 jogos, 57 pontos)

playoffs edmonton oilers
Connor McDavid e Leon Draisaitl são fortes candidatos ao Hart Trophy. (Foto: NHL.com/Reprodução)

O Edmonton Oilers parece ser um outro time, mesmo sem grandes mudanças no elenco. Connor McDavid e Leon Draisaitl ainda são a principal força ofensiva do time. Ambos, atualmente, estão com 76 pontos. E os dois jogadores são fortes candidatos ao Hart Trophy.

Na temporada passada, a essa altura, o time contava com 23 vitórias e 26 derrotas. Atualmente, o recorde do time é outro, com 26 vitórias e apenas 16 derrotas. Um dos principais motivos por estes numeros foi a chegada do técnico David Tippet. O treinador mudou a forma do time se postar do gelo, permitindo uma nova cara para os Oilers.

Todavia, o ponto fraco do time ainda é a defesa. Esse foi um aspecto que Edmonton já vem trabalhando desde a temporada passada. Entretanto, as falhas na defesa ainda são visíveis durante os jogos.

Por isso, para conquistar uma vaga nos playoffs, o Oilers precisa que os goleiros Mikko Koskinen e Mike Smith continuem a boa fase. Pois, em uma divisão tão acirrada, a qualquer momento eles podem ser ultrapassados por algum time com uma defesa mais sólida e ficar de fora da pós temporada.

Calgary Flames (26-19-5 50 jogos, 57 pontos)

playoffs calgary flames
Geoff Ward virou técnico interino do Calgary Flames. (Foto: Sportsnet.com/Reprodução)

Impossível falar sobre a temporada do Calgary Flames sem falar sobre a demissão de Bill Peters, devido as ofensas racistas proferidas ao atleta Akim Aliu. Desde então, Geoff Ward entrou no comando como técnico interino do time.

Contudo, antes mesmo do incidente com Peters, o Flames não estava em uma boa fase. Eles não ganhavam há 6 jogos antes da crise. Entretanto, ao invés da demissão de Peters desencadear uma fase ruim de adaptação ao novo técnico, o time pareceu ter se reencontrado. Conquistou uma sequência de 7 vitórias sob o novo comando e vem se mostrando vivo na disputa pela vaga nos playoffs.

O time de Alberta conta com o mesmo elenco, composto por Johnny Gaudreau, Sean Monahan, Matthew Tkachuk e Elias Lindholm. O último, inclusive, liderando o time com 20 gols marcados. A má fase parece ter se esvaído, entretanto, será nescessário lutar com perseverança para enfrentar seus rivais e conqusitar uma vaga.

Arizona Coyotes (26-20-5 51 jogos, 57 pontos)

playoffs arizona coyotes
Taylor Hall saiu do New Jersey Devils para o Arizona Coyotes. (Foto: Christian Petersen/Getty Images)

Uma das maiores surpresas até agora sem dúvida foram o Arizona Coyotes. Mesmo com boatos de que o time sofreria uma realocação, o time pareceu ter se encontrado.

Taylor Hall foi adquirido pelo Coyotes em Dezembro, e desde então, ele tem 7 gols e 8 assisitências em 17 jogos. Ainda se adaptando, Hall foi a negociação que mostrou a todos que os Yotes estão aí para buscar uma vaga nos playoffs.

Contudo, algumas lesões assolam o time. Darcy Kuemper é o goleiro titular, estava em grande fase, sendo um dos goleiros na corrida do Vezina Trophy. Kuemper chegou a ser chamado para o All Star Weekend, mas ele está afastado dos rinques por conta de uma lesão.

Além dele, o defensor Niklas Hjalmarsson, que é o coração da defesa do Yotes, também estava lesionado. Ambos os jogadores são esperados para retornarem aos rinques após o ASW.

Assim, por conta de tais lesões, os Coyotes tiveram uma sequência de 8-9-2 e o recorde em casa é de 8-10-1, atrás apenas de New Jersey Devils e do Detroit Red Wings.

Todavia, os Coyotes ainda possuem a quarta melhor média de gols da liga. Além disso, o power play e penalty kill também estão classificadas como uma das melhores e o recorde de Arizona na estrada é 13-6-3.

Vegas Golden Knights (25-20-7 52 jogos, 57 pontos)

O novo técnico do Vegas Golden Knights: Pete DeBoer, demitido do San Jose Sharks. (Foto: Sean Kilpatrick/The Canadian Press)

De todos os times, o Vegas Golden Knights talvez seja o que mais sofreu de altos e baixos na temporada. Certamente, ninguém esperava a demissão súbita do técnico Gerard Gallant, apenas 19 meses depois de liderar a equipe de expansão para uma aparição final na Stanley Cup.

Os dirigentes de Vegas disseram que a demissão foi exclusivamente por conta dos resultados, portanto, quem entrou em seu lugar fora justamente o ex-técnico do San Jose Sharks, Pete DeBoer. DeBoer e o Sharks foram responsáveis por eliminarem Vegas no first round da temporada de 2018-2019. Ainda é muito cedo para avaliar o desempenho do novo técnico, que ainda não teve chance de mostrar se as falhas do time estavam na comissão técnica ou em detrimento de alguma linha que precisa se ajustar.

A equipe de Vegas é uma equipe recheada de talentos, sem dúvida. O ataque, composto por Max Pacioretty, Mark Stone, Reilly Smith e Jonathan Marchessault, continua afiado. A defesa também é sólida, considerada por muitos umas das melhores da Liga.

Mas nem mesmo o talento da equipe pode evitar a inconsistencia em alguns jogos. Há jogos no qual a defesa joga bem, os atacantes também e o trabalho dos goleiros Marc Andre-Fleury ou de Malcom Subban nas redes fica bem mais fácil.

E há outros jogos no qual a defesa desaparece, deixando os goleiros a mercê dos outros times. Talvez Vegas possa arrumar esse problema na trade deadline, já que existe uma necessidade de fortalecer ainda mais a defesa do time. Caso não haja alguma mudança, entretanto, o time terá que lutar ainda mais para garantir a vaga nos playoffs. Isso porque, este ano, difere das demais temporadas que o Vegas participou, os times da pacífica estão em pé de igualmente para buscar o mesmo resultado.

San Jose Sharks (21-25-4 50 jogos, 46 pontos)

palyoffs
Bob Boughner, novo técnico do San Jose Sharks. (Foto: Ezra Shaw/Getty Images)

O time que chegou à final da conferência Oeste contra o atual campeão da Stanley Cup St. Louis Blues provavelmente fica de fora dos playoffs esse ano. Primeiramente, por causa de um recorde ruim nesta temporada, Pete DeBoer foi demitido. Em seu lugar, entrou Bob Boughner.

Porém, isso não ainda não demonstrou resultados. O time atualmente está em sexto lugar na divisão, com quase 10 pontos a menos que o Vegas. Para que esta temporada fosse salva, San Jose Sharks precisaria de muitas mudanças.

Um dos possíveis motivos para o Sharks estar tendo uma temporada ruim, foi a saída do ex-capitão Joe Pavelski para o Dallas Stars. Além dele ter sido a liderança do time por 4 temporadas, Pavelski também era um dos líderes no ataque: na temporada passada, ele fez 38 gols.

A defesa do Sharks sempre foi uma das melhores da liga, com nomes como Brent Burns, Marc Edouard Vlasic e Erik Karlsson assegurando que nenhum gol entrasse em suas redes. Mesmo assim, é possível ver tais defensores atuando de maneira muito abaixo do esperado. E o time ainda não esta preocupado para começar a sua renovação na defesa.

Por fim, Martin Jones e Aaron Dell, os goleiros do times, estão em uma fase péssima, principalmente Jones. Muitos dos jogos no qual o Sharks perdeu foi devido a má atuação dele. Na offseason, certamente o Sharks terá que ir atrás de goleiros novos, para que na próxima temporada se apresente com uma defesa mais consistente.

Anaheim Ducks (19-25-5 48 jogos, 43 pontos)

Embora o Ducks esteja passando por uma transição de jogadores experientes para prospects talentosos, que tiveram temporadas boas na AHL, havia também uma esperança que essa transição fosse rápida o bastante para que o Anaheim Ducks tivesse um ano de fato bom.

Mas isso não aconteceu e, como resultado, uma temporada que poderia levar a uma vaga de playoffs sumiu em um piscar dos olhos. As diversas lesões que assolaram o time dificultou mais ainda esse plano inicial.

Max Comtois, Sam Steel, Troy Terry e Max Jones somam 29 pontos. Todos eles subiram das afiliadas para o time principal, e a princípio, não aparece com um resultado tão bom assim. Mas não podemos esquecer que a transição de um tipo de jogo das afiliadas para o tipo da NHL pode demorar um tempo.

Mesmo com o goleiro de elite John Gibson em frente as redes, sem um ataque que saiba finalizar fica dificil para o time se mostrar ofensivo.

Atualmente, o time do Ducks é algo a ser lapidado. O problema é que essa lapidação tem sido muito lenta, e sem as peças certas ao lados dos jogadores novos, os playoffs ficam cada vez mais distantes.

Los Angeles Kings (18-27-5 50 jogos, 41 pontos)

Tyler Toffoli muito provavelmente não continuará com a equipe, que está em rebuild (Foto: Reprodução/NHL)

Los Angeles Kings anunciou um rebuild. O começo desse rebuild foi a trocar do veterano russo Ilya Kovalchuk para o Montreal Canadiens. Muitas trades são esperadas na trade deadline de fevereiro. Com isso, o L.A Kings não tem muito o que esperar do resto da temporada.

Ao invés disso, o time focará nas movimentações necessárias para que o time volte a ser competitivo. É provável que Kings se livre de alguns contratos antigos, seja por troca ou pela rescisão de seus contratos, ou mesmo em buy out.

Drew Doughty, Anze Kopitar e Jeff Carter são nomes que permanecerão e poderão ser as vozes experientes para os jogadores mais novos. Mas Tyler Toffoli, cujo contrato termina ano que vem, talvez tenha uma casa nova próxima temporada. O jogador vem de uma temporada mediana, recebendo muitas críticas dos fãs.

Fato é que o L.A Kings novamente ficará fora dos playoffs. Seja devido as suas prórpias falhas ou pela competitividade contra seus rivais, as chances do Kings chegarem a pós temporada é muito pequena.

Entretanto, apesar de todas as projeções, não devemos nos esquecer que o St. Louis Blues esteve em último na sua divisao em janeiro do ano passado e veio conqusitar a Stanley Cup em Junho. Ainda temos muito hockey para acontecer antes do cenário dos playoffs ser formado.

A classificação da Divisão Pacífica pode ser encontrada com mais detalhes no site da NHL.

Foto:  Joe Camporeale / Reprodução

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Next Up

%d bloggers like this: