LOADING

Type to search

A conquista da Stanley Cup pelo Pittsburgh Penguins (de novo)

10 for 10

A conquista da Stanley Cup pelo Pittsburgh Penguins (de novo)

Share
10 for 10 Penguins

Sem dúvidas, a última década foi recheada de sucessos para a equipe de Sidney Crosby. Ao vencerem a Stanley Cup de 2016, Pittsburgh provou todo o trabalho e talento dos seus jogadores. Porém, o time não se conformou em conquistar um título e, no ano seguinte, chegou novamente aos playoffs como um dos grandes favoritos.

Assim, a equipe confirmou seu potencial ao conquistar novamente a Cup em 2017 em um back to back que cravou a dinastia comandada por Sidney Crosby e Evgeni Malkin nos Penguins. Nesta edição do 10 for 10 contamos um pouco como foi a segunda conquista da Stanley Cup pelo time, em 2016-2017.

Temporada regular

Os Penguins não fizeram grandes mudanças durante a offseason. O técnico Mike Sullivan assinou a extensão de seu contrato por mais três anos. Na trade deadline, Pittsburgh adquiriu os defensores Ron Hainsey e Mark Streit por meio de troca. Assim, o time potencializou sua defesa após Kris Letang sofrer uma lesão no final da temporada poucas semanas antes do início dos playoffs.

A estreia do Pittsburgh Penguins na temporada regular foi no dia 13 de outubro, em uma vitória no shootout contra os rivais Washington Capitals. A temporada de 2016-2017 começou favorável para a equipe da Pensilvânia, pois nos 10 primeiros jogos, o time já tinha conquistado 5 pontos. No mês de dezembro, os Penguins conquistaram uma impressionante marca de 26 pontos em 15 jogos. Assim, eles estavam cotados a levar o segundo Presidents Trophy da história do time. O capitão Sidney Crosby liderou a equipe com 89 pontos, ficando em segundo lugar no campeonato, e conquistou o Troféu Rocket Richard com 44 gols. Já Phil Kessel liderou em assistências, somando 47 ao todo.

Por fim, o Pittsburgh Penguins terminou em segundo lugar no campeonato com 111 pontos, com a temporada regular sendo concluída em 9 de abril. O President’s Trophy não veio, contudo, essa pontuação lhes deu a vantagem de gelo em casa na série.

Playoffs

Dizer que os Penguins não eram favoritos a ganhar novamente a Stanley Cup seria um erro. Contudo, o caminho não foi nada fácil. O elenco, basicamente o mesmo do ano anterior, não trouxe grandes surpresas. Entretanto, Marc Andre-Fleury, goleiro que foi uma das estrelas da primeira cup, trocou de titularidade com o então rookie Matt Murray. Todavia, ainda no primeiro round contra o Columbus Blue Jackets, Murray machucou-se durante o aquecimento antes do início do primeiro jogo, forçando Marc-Andre Fleury a iniciar a partida. Com a vantagem de começar os dois primeiros jogos em casa, os Penguins facilmente derrotaram os Blue Jackets em cinco jogos.

O próximo adversário foi o Washington Capitals, sendo esta a décima série entre as equipes e a segunda vez no qual eles se encontraram no segundo round. Pittsburgh venceu oito das nove séries anteriores, incluindo o confronto do ano anterior, terminado em seis jogos. Dessa vez não foi diferente. Assim, os Penguins derrotaram os Capitals em sete jogos, mesmo após Washington ter empatado a série em 3-3. Porém, em uma série no qual uma equipe estava faminta pela vitória e cansada de perder, contra outra que poderia ter a chance de levantar novamente a taça, qualquer coisa estava sujeita a acontecer. Por fim, no jogo sete, Marc-Andre Fleury parou todos os 29 shots e Bryan Rust marcou o gol da vitória para derrotar os Capitals por 2 a 0 e avançar para a Final da Conferência pelo segundo ano consecutivo.

A Final de Conferência foi disputadas contra o Ottawa Senators. Este foi o quinto confronto em playoffs entre essas equipes, com Pittsburgh vencendo três das quatro séries anteriores. A última vez em que eles se encontraram havia sido na Semifinal da Conferência em 2013, quando Pittsburgh venceu em cinco jogos. Esta também foi a segunda aparição consecutiva em Finais de Conferência para Pittsburgh, que derrotou o Tampa Bay Lightning no ano anterior em sete jogos. Já Ottawa tinha chegado à Final da Conferência em 2007, quando derrotaram o Buffalo Sabres em cinco jogos. No primeiro jogo, os Senators ganharam a partida após Bobby Ryan marcar no overtime, dando à equipe uma vantagem de 1-0 na série. Entretanto, no jogo seguinte, quem marcou foi Phil Kessel em uma vitória dos Penguins por 1-0.

No primeiro período do jogo três, os Sens marcaram quatro vezes, incluindo três gols em um período de menos de três minutos, levando-os a uma vitória por 5–1. Matt Murray fez 24 defesas após ter voltado de lesão, em seu primeiro jogo de playoff. Assim, ele garantiu uma vitória de 3–2 para Pittsburgh no jogo quarto. Já no cinco, suas 26 defesas foram vitais para a vitória por 7-0 contra os Sens. Então, os Penguins conseguiram a liderança de 3-2 na série. Entretanto, quem ganhou o jogo seis foram os Senators, forçando um jogo sete.

Assim, a decisão de quem iria para a final foi um tudo ou nada. Chris Kunitz e Mark Stone marcaram para os Sens com 20 segundos de diferença no segundo período. Posteriormente, Justin Schultz e Ryan Dzingel empataram a partida em 2 a 2. Dessa forma, o jogo foi para overtime. A decisão, entretanto, ficou para o segundo tempo do overtime. Kunitz marcou seu segundo gol no jogo, que enviou Pittsburgh às finais pelo segundo ano consecutivo.

Pittsburgh Penguins campeão

No Oeste, quem se garantiu na final foi o Nashville Predators. Esta foi a primeira aparição na Final da Stanley Cup de Nashville em seus 19 anos de história.

Durante a offseason, Nashville trocou o defensor e capitão do time de longa data Shea Weber para Montreal pelo defensor P. K. Subban. Na temporada regular, Nashville fez 94 pontos, posicionado em segundo lugar no wild card na Conferência Oeste, e foi o 16º time geral e último colocado nos playoffs.

Após 2 jogos, Pittsburgh possuía uma vantagem de 2 a 0 em cima dos Predators. Entretanto, a equipe reagiu e ganhou os jogo 3 e 4 em casa. Com a série empatada, a disputa pela Cup ficou ainda mais fervorosa. No jogo 5, os Penguins ganharam de Nashville por 6-0. O então rookie Matt Murray se tornou o primeiro novato desde Cam Ward em 2006 a conseguir um shutout nas finais da Stanley Cup.

Enfim, bastava apenas um jogo para que o Pittsburgh Penguins conquistasse novamente a Stanley Cup. E Patric Hornqvist foi o autor do gol da vitória, ao mandar o puck para as redes do veterano Pekka Rinne. Faltavam menos de 2 minutos para o término do jogo no terceiro período, quando Hornqvist foi o herói da noite. Posteriormente, Carl Sevelin ainda fez um gol de Empty Net, selando enfim a vitória por 2-0.

Os Penguins, que derrotaram o San Jose Sharks na final da temporada anterior, conquistaram assim a sua quinta taça. Nenhum outro time da NHL ganhou tanto neste período, e nenhum outro time havia levado consecutivamente a Stanley Cup desde as vitórias do Detroit Red Wings em 1997 e 1998.

Esta Stanley Cup foi a terceira para Crosby, capitão dos Penguins, que também ganhou seu segundo Troféu Conn Smythe consecutivo como o melhor jogador dos playoffs. Crosby marcou 27 pontos nos playoffs, com oito gols e 19 assistências. Dessa forma, Crosby e sua equipe se firmaram no mundo da NHL e mostraram todo o talento e poder que possuem.

Foto: Reprodução/NHL.com

Tags:

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

%d bloggers like this: